Meus neons favoritos em CWB – série 1

O apelo e retorno à cultura oitentista (1980) tornou-se uma tendência. Moda e artes vísuais certamente foram muito influenciadas com releituras e criações muito legais. E uma coisa bem legal dessa época, certamente foi o neon. Em Curitiba o uso é modesto. Mas, num rapido rolê por algumas ruas da cidade ainda é possível encontrar … Continue lendo Meus neons favoritos em CWB – série 1

Anúncios

Bem-vindo à era da fotografia [de alto padrão] nos celulares.

Quando a filosofia comercial da Kodak foi sintetizada no slogan “You press the button, we do the rest”, uma nova era (e modo de fotografar) foi lançado. Novos produtos e processos alçaram a fotografia em outro patamar de uso e acessbilidade. Uma grande revolução (ou pelo menos evolução) como sugere o teórico português Jorge Pedro … Continue lendo Bem-vindo à era da fotografia [de alto padrão] nos celulares.

Dá-lhe capa ! O retrato do Dallagnol

O trabalho dessa semana foi para um revista de circulação nacional. A missão era fotografar o procurador Deltan Dallagnol para a revista Época. Ele concedeu entrevista ao jornalista Guilherme Amado, em Curitiba, sede da Lava Jato. Dei sorte e o material rendeu a capa da revista. Anteriormente comentei acerca desse negócio da publicação, de ter … Continue lendo Dá-lhe capa ! O retrato do Dallagnol

A florada das cerejeiras curitibanas

なほ見たし花に明け行く神の顔 nao mitashi / hana ni ake yuku / kami no kao Quero ainda ver nas flores no amanhecer a face de um deus.      Bashô  A florada das cerejeiras proporciona um belo espetáculo visual. Onde quer que ocorra, chama atenção reunindo pessoas como seus celulares e câmeras. Aliás, nem precisa ir ao Japão para … Continue lendo A florada das cerejeiras curitibanas

Capa!

O fotojornalismo [de jornal] tem muitas anedotas. Uma delas diz que o repórter fotográfico encara diariamente um concurso fotográfico. No impresso, seja ele revista ou jornal, cada espacinho é valoroso e disputado. As editorias, os fatos propriamente, concorrem para serem transformados em notícias naquelas afamadas colunas. Um campeonato diário na redação na qual incide vários … Continue lendo Capa!

A arte de ver o invisível – Ditos e não-ditos em The Americans

Eu gosto muito de livros de fotografia e acredito que todo fotógrafo de verdade também aprecie um bom livro do gênero. Minha biblioteca é bem modesta, porém têm títulos que não podem faltar. Se não consta na prateleira, pelo menos ta na lista das futuras aquisições. Um livro de fotografia é uma prazerosa viagem. Você … Continue lendo A arte de ver o invisível – Ditos e não-ditos em The Americans

A busca pela curtida

Como se tornar um “criativo inautêntico”? Bem, eu acho que me tornei um. Pelo menos estou me esforçando bastante. Basta (re) produzir fotografia, textos, e tudo mais, pensando somente nas redes sociais. Cheguei a essa conclusão ao me deparar com o termo da fotógrafa italiana Sara Lando, que no artigo “Why I Deleted All of … Continue lendo A busca pela curtida